Capa

Show de Juliano Loureiro Carlos e WS Kandanora Z: campeões do Clássico a 1.45m nos 86 anos do CHSA

Mais de 2,1 mil inscrições no Concurso de Aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro (SP), maior polo do hipismo nacional, marca novo recorde de participação. Nesse domingo, 6, o GP Bulova, 1.50m, encerra a competição com cavaleiros olímpicos em pista.

05.09.2021  |  616 visualizações

Na noite do sábado, 4/9, o Clássico, a 1.45m, encerrou o penúltimo dia do Concurso de Salto do 86º aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro, maior polo do hipismo nacional. Estiveram em pista 52 conjuntos na 1ª passagem com 13 obstáculos incluindo um duplo e um triplo com armação do course-designer internacional Gabriel Malfatti. Oito conjuntos foram ao desempate valendo R$ 70 mil em premiação e um relógio Bulova. Sagrou-se campeão Juliano Loureiro Carlos, 27, que montando WS Kandanora Z foi o único a completar o percurso do desempate sem faltas na ótima marca de 37s93.

Sempre competitiva a top brasiliense Luciana Lossio com Lady Louise JMen "amargou" uma falta no último obstáculo, em 38s88. A 3ª colocação ficou com o santamarense Guilherme Foroni, campeão do GP do CHSA em 2019, que ainda formando conjunto e cada vez mais afiadoo com No Break das Umburanas garantiu o 3º posto ,uma falta, 42s41.

"Estou muito feliz com mais uma conquista com a WS Kandanora. Essa ano já fomos campeões do Clássico no CSN D Maio aqui em Santo Amaro, bicampeões do Clássico da Copa São Paulo na Hípica Paulista, e vencemos uma disputa a 1.40m em Curitiba", contou Juliano, considerado um dos melhores e mais estilos ginetes da nova geração do hipismo brasileiro.

De olho na final

Nesse domingo, 5/9, o GP Bulova, a 1.50m, com premiação da maior fatia de R$ 160 mil de um total 380 mil reais em jogo na competiçãi. Dentre os campeões do GP de Aniversário, entre 2001 e 2020, estão a postos o cavaleiro olímpico José Roberto Reynoso Fernandez Filho, tetracampeão 2006/2013/2015/2016, o medalhista pan-americano Cesar Almeida, também tetra 2001/2004/2007/2012, o tricampeão o Artemus de Almeida 2011/2017/2018, além dos campeões de 2019 Guilherme Foroni e de 2020 Lucio Osorio, entre muitos outros. Também está a postos o olímpico Stephan Barcha que pode garantir seu primeiro título em um GP do CHSA.

Melhor amazona brasileira na história dos Jogos Olímpicos, Camila Mazza Benedicto, 9ª colocada na Olimpíada 20008, está prestigiando a competição. Camila, 43, foi criada no CHSA, mora na Europa há 13 anos e já se divide entre o esporte do velho continente e Brasil há 25 anos. Camila vai disputar GP Bulova, com Visa Versa, de criação holandesa de 12 anos, emprestado pelo cavaleiro Lucio Osório, campeão do GP de Aniversário do CHSA em 2020. "Estar de volta ao CHSA é uma grande alegria e pude observar uma boa evolução técnica dos cavaleiros, além da excelência na armação de pista, obstáculos e piso. O presidente do clube Alexandre Leonor e diretora de salto Camila Messias estão de parabéns pelo evento. Agradeço muito o convite", destacou Camila, que estava há oito anos sem vir ao clube, onde também ministrou uma clínica no início da semana.


Campeão Juliano Loureiro Lindemberg / WS Kandanora Z - CHSA - 0/37s93
Vice Luciana Lossio / Lady Louise JMen - Conv - 4/38s88
3º Guilherme Foroni / No Break das Umburanas IA - CHSA - 4/42s41
4º Adolpho Lindemberg / Briseis D Ouilly - Conv - 4/42s98
5º Cicero Faustio Barros / Conto RJ - Conv - 8/37s78
6º Stephan Barcha / Veron JC Fortis - Conv - 8/38s70

 

Resultados e transmissão ao vivo. 

 

Informações: Carola May - 11 99715 9499

Leia também...
29.11.2021

Duas semanas de competição marcaram o 83º Aniversário da Sociedade Hípica Brasileira. Na 6ª feira, 26, Stephan Barcha e Chevaux Primavera venceram o GP World Cup Qualifier e nesse domingo, 28, bateram na trave no GP Troféu Marinho, que teve como vice-campeão o top José Roberto Reynoso Fernandez Fº.

28.11.2021

Disputa homenageou Rodolpho Luiz Figueira de Mello, sócio da Hípica e ex-presidente da Federação Equestre do Rio de Janeiro, falecido precocemente em 2020. Nesse domingo, 28, o GP Internacional Troféu Perpétuo Roberto Marinho, instituído em 1988, encerra a tradicional competição.

27.11.2021

A disputa foi válida como etapa seletiva para a Copa do Mundo. No domingo, 28, o GP Troféu Roberto Marinho encerra o 83º Aniversário da Hípica Brasileira, no Rio de Janeiro. Entre 1 e 4/12, o Top Riders, na Hípica Paulista, marca o encerramento da temporada internacional 2021.

23.11.2021

Evento também recebeu provas válidas pelo ranking da casa, a Final do Longines XTC com vitória na classificação geral do time Imperium, integrado por Doda Miranda, que também foi vice no Clássico. Essa semana, de 25 a 28/11, a 2ª semana fecha as comemorações com GP Troféu Roberto Marinho.