Capa

ERRATA | José Reynoso fatura GP Internacional em Curitiba e Giovanna Sobania, a Copa Ouro

Com único duplo zero no GP, 1.40/1.60m, o pentacampeão brasileiro Zé Roberto e Azrael W largaram com força total na temporada 2021. Top paranaense Giovana Sobania e Atomo Clasi, um lusitano de 18 anos, faturaram Copa Ouro com larga margem.

24.04.2021  |  1.129 visualizações

O primeiro evento com chamada internacional do ano no Brasil, o CSI-W de Curitiba, na Sociedade Hípica Paranaense terminou na sexta-feira, 23/4, com vitória de José Roberto Reynoso Fernandez Filho. O cavaleiro paulista Zé Roberto, pentacampeão brasileiro senior top 2020/2019/2018/2016/2015, montando Azrael W venceu o GP, a 1.40/1.60m, disputado em duas voltas com único duplo zero em 62s41 na 2ª volta. A dupla já havia garantido o 1º posto na qualificativa do GP em 21/4.

Ao todo 17 conjuntos estiveram em pista no GP com armação da course-designer internacional Marina Azevedo. Sagrou-se vice-campeão o cavaleiro de Brasíla Rafael Rodrigues dos Santos montando Caramel JMen que registrou seis pontos perdidos (pp) na 1ª volta e zerou a 2ª em 71s45.

Sem faltas na 2ª volta, em 65s46, e 9 pp trazidos da 1ª volta. Luiz Felipe Pimenta Alves, também radicado em Brasília, com Hour Blue Método, garantiu o 3º posto. A disputa com armação da course-designer internacional Marina Azevedo distribuiu R$ 100 mil em premiação.

Na noite da quinta-feira, 21/4, 66 conjuntos disputaram a sempre concorrida Copa Ouro, a 1.35m, que contou com dez conjuntos no desempate. Fato é que a paranaense Giovanna Sobania montando Atomo Clasi, um lusitano em plena forma aos 18 anos e meio, novamente fez jus a condição dupla voadora contabilizando mais uma de suas inúmeras vitórias com percurso limpo na imbatível marca de 33s97.

Em 2º lugar chegou Pedro Paulo Cordeiro, amazonense radicado em São Paulo, com Shy Boy, pista limpa, 36s21. Luciana Camargo, paranaense que também treina em São Paulo, garantiu o 3º posto, montando Tindara JMen, sem faltas, 37s98.

Agenda - No domingo, 25/4, o Clássico, a 1.45m, encerra a competição a partir das 14h30. O evento acontece sem público e com rígidos protocolos sanitários de prevenção à Covid 19.

 

Informações: 11 99715 9499 - Carola May

Leia também...
29.11.2021

Duas semanas de competição marcaram o 83º Aniversário da Sociedade Hípica Brasileira. Na 6ª feira, 26, Stephan Barcha e Chevaux Primavera venceram o GP World Cup Qualifier e nesse domingo, 28, bateram na trave no GP Troféu Marinho, que teve como vice-campeão o top José Roberto Reynoso Fernandez Fº.

28.11.2021

Disputa homenageou Rodolpho Luiz Figueira de Mello, sócio da Hípica e ex-presidente da Federação Equestre do Rio de Janeiro, falecido precocemente em 2020. Nesse domingo, 28, o GP Internacional Troféu Perpétuo Roberto Marinho, instituído em 1988, encerra a tradicional competição.

27.11.2021

A disputa foi válida como etapa seletiva para a Copa do Mundo. No domingo, 28, o GP Troféu Roberto Marinho encerra o 83º Aniversário da Hípica Brasileira, no Rio de Janeiro. Entre 1 e 4/12, o Top Riders, na Hípica Paulista, marca o encerramento da temporada internacional 2021.

23.11.2021

Evento também recebeu provas válidas pelo ranking da casa, a Final do Longines XTC com vitória na classificação geral do time Imperium, integrado por Doda Miranda, que também foi vice no Clássico. Essa semana, de 25 a 28/11, a 2ª semana fecha as comemorações com GP Troféu Roberto Marinho.