Capa

Rodolpho Riskalla é candidato a atleta da década na categoria "FEI contra todas as adversidades"

Cavaleiro de adestramento clássico desde os 8 anos, Rodolpho contraiu meningite bacteriana em 2015 e teve a parte inferior das duas pernas, mão direita e dedos da mão esquerda amputados. Menos de um ano depois estreava na Rio 2016 e dois anos mais tarde duas pratas no Mundial 2018.

14.11.2020  |  435 visualizações

O cavaleiro brasileiro Rodolpho Riskalla concorre a premiação da década (10 anos) Federação Equestre Hipismo na categoria "FEI Against all Odds" - "FEI contra todas as adversidades ”. Tradicionalmente, os ganhadores são escolhidos de acordo com suas conquistas do ano, mas especialmente em 2020, devido à pandemia da Covid-19, a FEI optou pela eleição dos melhores da década. A premiação é por voto popular e vai até 22 de novembro no site oficial da federação.

Rodolpho mora na França e conquistou a vaga para o Brasil no Grau IV para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, no ano que vem. Cavaleiro de adestramento clássico desde os 8 anos, Rodolpho contraiu meningite bacteriana em 2015 e teve a parte inferior das duas pernas, mão direita e dedos da mão esquerda amputados. Menos de um ano depois estreava na Rio 2016 e dois anos mais tarde nos Jogos Equestres Mundiais 2018, o cavaleiro conquistou duas medalhas de prata. Rodolpho compete não somente no Adestramento Paraquestre como também no Adestramento Clásssico.

Atenção é preciso votar em todas a categorias - FEI Best Athlete, FEI Best Groom, FEI Rising Star, FEI Against all Odds e FEI Solidarity - e ao final com todos as indicações selecionadas - submeter seu voto.


Vote aqui >>> https://www.fei.org/awards

 

Informações para imprensa : 11 9917 9499 Carola May

Leia também...
22.02.2021

1ª Etapa da Copa Santo Amaro de Salto 2021, maior ranking interclubes do país no Clube Hípico de Santo Amaro (SP), registra recorde de participação com mais de 1,1 mil inscrições em provas para todas as idades e níveis. Hipismo vem crescendo durante a pandemia.

13.02.2021

Lucio, um dos principais cavaleiros no país, foi o único a garantir duplo zero em disputa que teve 10 cavalos de criação nacional entre um total 12 na 2ª volta. Competição que chegou a sua 33ª edição no Clube Hípico de Santo Amaro termina nesse domingo, 14/2.

12.02.2021

Copa Ouro foi a principal disputa do dia no 33º Torneio de Verão no Clube Hípico de Santo Amaro e contou com seis cavalos de criação nacional no pódio. Evento segue até domingo, 14, com 44 provas para todos os níveis e categorias.

11.02.2021

Concurso de Salto no Clube Hípico de Santo Amaro conta com 44 provas até domingo, 14/2. Cavalos de criação nacional se destacaram na 1ª prova a 1.40m. Provas para Iniciantes são reflexo da alta procura pelo esporte em tempos de pandemia.